“Não à mentira e ficha suja está fora do jogo democrático”, ministro Luiz Fux


© Carlos Moura/SCO/STF
© Carlos Moura/SCO/STF

Declaração foi durante evento no qual o TSE recebeu uma lista, do Tribunal de Contas da União (TCU), com nomes de 7,4 mil gestores públicos que tiveram as contas rejeitadas por tribunais de contas por irregularidades insanáveis. Com base nas informações, a Justiça Eleitoral poderá rejeitar os registros de candidatura dos citados.

Anterior MPF ajuíza ação de improbidade contra ex-prefeito, ex-secretário e ex-presidente de comissão de licitação de Araçagi (PB)
Próximo Eleitor poderá votar mesmo fora de sua cidade

Sem Comentário

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *