A fragilidade da democracia


José Cruz/Agência Brasil
José Cruz/Agência Brasil

Uma pesquisa do Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação, do INCT, divulgada neste mês mostra uma série de indicadores que apontam a fragilidade do funcionamento democrático no Brasil. De acordo com o levantamento, apenas 19,4% dos entrevistados dizem estar satisfeitos ou muito satisfeitos com a democracia. Em comparação com 2014, houve uma queda significativa, de mais de 19 pontos percentuais. O descenso a respeito dessa questão começou em 2010. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (17) pela jornalista Marina Gama Cubas, da Carta Capital. 

No levantamento, feito no mês de março, também foi avaliada a opinião dos entrevistados sobre o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Entre as quatro opções de resposta apresentada a eles, 48% concordaram que “foi um golpe”. Outros 44% disseram que “foi normal e que faz parte do processo democrático”. O restante não quis ou não soube responder.

Questionados sobre quando um golpe de Estado pelos militares seria justificado, 47,8% dos entrevistados defenderam a medida em caso de “muita corrupção” e 53,2% no contexto de “muito crime”.

Saiba mais aqui. 

Anterior TSE rejeita recurso de Bolsonaro contra o Datafolha
Próximo "Eu não aceito indulto. Eu sou inocente", diz Lula

Sem Comentário

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *